Sabugueiro

Planta bem conhecida dos Portugueses, e para muitos considerada uma autêntica infestante, o sabugueiro (Sambucus nigra L.) é um arbusto espontâneo em muitas regiões húmidas do Centro e Norte de Portugal.

Conhecido de alguns pelas virtudes terapêuticas da flor, de outros pelas fraudes do tempo do vinho a martelo (em virtude da riqueza em antocianinas da sua baga), e por muitos pelas zarabatanas feitas na mocidade com os seus caules ocos ou até pelo facto de a varinha mágica mais poderosa de Harry Potter ser feita com madeira desta planta a verdade é que, de entre os pequenos frutos, este é um dos que há mais tempo se afirmou no panorama nacional do mercado de exportação.

É considerada uma espécie autóctone em Portugal, podendo encontrar-se praticamente em todo o território nacional, inclusive na ilha da Madeira onde se encontra o Sambucus nigra subsp. lanceolata (R. Br.) Lowe, conhecido como Sabugueiro da Madeira, endémica da ilha, rara, fazendo parte da flora da floresta Laurissilva.

O sabugueiro é um arbusto ou pequena árvore, geralmente muito ramificada, atingindo usualmente 5,5 metros de altura, podendo, em boas condições e crescimento livre, por vezes chegar aos 10 metros de altura, de copa globosa.

Na região do Vale do Varosa e Távora, são conhecidas três variedades: a sabugueira, a bastardeira e o sabugueiro macho. Embora não se conheça a sua origem, admite-se que se tratem, sobretudo, de variedades silvestres, selecionadas e diretamente postas em produção, eventualmente em mistura com alguma variedade melhorada procedente do exterior há alguns séculos, pois encontram-se algumas notáveis diferenças face às plantas selvagens.

No centro da Europa e na América do Norte, onde a produção é feita em grande escala, estão disponíveis outras variedades, inclusive cruzamentos industriais.

O Sambucus nigra L. é a espécie menos sensível ao frio relativamente às outras espécies do género Sambucus. Clima de características continentais, ou seja, os invernos relativamente frios e chuvosos e os verões quentes e secos são condições que a cultura do sabugueiro parece precisar para obter boas produções.

O sabugueiro pode ser cultivado numa ampla variedade de solos. Um crescimento ótimo e uma boa produção são esperados quando a cultura do sabugueiro se encontra num solo com uma boa proporção de matéria orgânica.

Forma de Vida
arbusto

Perenidade
caducifólia

Tipo de Folha
composta

Inserção de Folha
oposta

Margem da Folha
serrada

Limbo da Folha
lanceolado

O sabugueiro pode ser multiplicado por estacaria mas também pode ser por semente. No entanto, a polpa do fruto tem substâncias que inibem a germinação das sementes, por isso, quando se colhem os frutos deve-se limpar a polpa imediatamente.